segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

sexwords 11






Lua malvada, 
que faço com o tesão que me ameaça sufocar?
E tu, bandido, 

que ontem me deixavas doida e pronta para o amor...
Tu, onde estás hoje?
Durmo para ver se sonho; 

sonharei para ser tua essa noite...

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Sexwords 10




Já te detiveste por muitos minutos mesmo,
com os dedos dentro de uma mulher a quem amavas,
sentindo cada centímetro daquele tecido amoroso,
que te acolhe úmido,
quente?



segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Sexwords 9





E a gente está naquele ponto dos sonhos...
Naquele ponto dos sonhos onde tudo é meio nebuloso...
Parece uma onda de fantasia, uma onda de desejos...
Eu chego num lugar e a porta abre...
E és tu...
Tu que abres aquela porta pra mim!
Bom é se deixar escorregar bem devagar...
Sentada no teu colo...
Sentindo derreter aos poucos...

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Sexwords 8






..e aquele momento mágico quando a vida escorre de ti, 
eu não consegui congelar!
Ah, me deixa dormir um pouquinho...
Já te amei com toda a gana represada,
sei lá quanto tempo...
Nem a loba eu fui buscar para uivar pra lua cheia.
EU UIVEI enquanto me enlouquecias com o teu corpo!
Acordar contigo começa a ser uma louca rotina:
desperta totalmente meu apetite!


segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Sexwords 7






Tenho tanto para escrever,
coisas pra te dizer...
Sinto-me atada...
Não consigo chegar aqui para escrever...
Me puxam para outro lado, me arrastam...
Mas eu voltarei ainda hoje...
Depois do banho,
preciso te falar da lua!

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Sexwords 6







Que almoço maluco!
Tuas palavras borbulhantes de desejo
e eu saboreando um molho branco pensando...
Em teu gosto...
Se tu gostarias de provar e degustar o chocolate...
Derretido...
Escorrendo devagar...
Sem pressa... risossssssss

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Sexwords 5




Se tu soubesses a delícia de sair do banho 
e vagarosamente espalhar um creme 
em todo meu corpo... 
Tu me olharias com mais fome 
e eu derreteria antes de acabar...
O cheiro da manhã levemente morna...  
Delícia levantar com teu presente...  
Lembro de ti sim...
tu já me visitastes por dentro...
tua marca ficou lá. ..