sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Pensamentos - 1







O meu texto de hoje traduz uma expectativa de coisas futuras, talvez escritas nas estrelas, talvez onde eu consiga unir os meus e os teus pedaços arrancados de nós enfim...
Que os tempos estão diferentes, sem dúvida!
Sábado...Noite chuvosa...
Eu sai de um banho quente.. Como pensei em ti!
Peguei um licor de chocolate (odeio bebida doce mas adoro chocolate) 
e vou bebericando...Devagar...Como se fosse o teu licor!...
Pensei em buscar músicas mas prefiro o silêncio 
somente quebrado pelo barulho da chuva nos vidros...
Onde estou nos teus sonhos nesse momento?
Estou contigo? Não quero escrever mais
Então fico quieta. Nada de atrair coisas...
Os dias próximos me trarão o paraíso 
ou terei enfim a facada no coração?
Tu sabes a minha desgraça por te amar.











segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Pensamentos - 2







Pensamentos -2

Como amamos de formas diferentes! Como homem e mulher pensam, sentem e agem de maneiras complementares, mas até opostas.
O homem, falo do que percebo, tem coisas a pensar e o amor vem no final, quando tudo o mais já ficou resolvido...
Não consegue administrar o tesão no meio da reunião de trabalho!
A mulher tem compartimentos para tudo. Em algumas, como eu, o AMOR e o tesão ocupam a maior parte do coração, mente e corpo.
Vou ao trabalho, faço meus afazeres em casa e socialmente, mas estou pronta pra ti, o tempo todo. Basta que aciones algum desses botões e eu atendo e já te quero e desejo e me emociono até as lágrimas...
Dois, três dias de preocupação e quando retornas é como se estivesses voltando da guerra! Preciso examinar e ficar convencida que estás bem, que respiras...
Pobre da amante que não souber administrar isso! Irá se magoar, sentir-se em último plano, triste e até solitária por vezes.
São essas pequenas coisas que fazem a diferença entre os relacionamentos. Ter a certeza que o amor dele é imenso mas é diferente pode ser a chave de uma relação eterna. Enquanto dure!

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Primeira manhã...





Primeira manhã do ano
E eu acordo louca de amor...
Me acaricio como se fosse tu,
Esfrego o corpo na cama, enterro o rosto nos lençóis...
Procurando traços da tua passagem por ali...
Eu me toco pra ver se estavas ali dentro e deixaste um pouco de ti escorrendo entre as minhas pernas...
Sinto os bicos dos seios duros...
Como se tu os tivesses apertado, chupado, mas...
Não estás ali...
Opto por levantar e interromper o sonho...
Sei que em breve estarás aqui comigo.
Faremos desse sonho a esperada realidade.
Te amo tanto mas tanto que nem sei de mim mais...
Deixo um beijo nessa boca adorada, meu amor



segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Nada mais...

     


                      


Nada mais tu quiseste falar ou ouvir
Teu telefone já não toca, deixou de existir
Tua voz sumiu como se nunca tivesse sido real.
Os planos, as descobertas, as emoções e os sentimentos
aqueles que se insinuavam, tentavam florescer...
Todos mortos, extintos...
Mas eu sou uma sobrevivente, teimosa, sonhadora.
Ainda espero, imagino um telefonema, uma resposta
Um chamado que venha a derreter a geleira
Aquela em que se transformou meu coração
Quem sabe esse ano vai trazer o amor
Enfim, para as nossas vidas ?!...


 

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Eu não sei como...






Eu não sei como gostar de uma pessoa de forma diferente.
Eu tenho que sentir admiração por ela,  tenho que sentir vontade de compartilhar a vida com ela, preciso aceitar o que ela é e isso significa todo o seu passado , o presente e, claro, construir um futuro.
Se vai acontecer mesmo ou não, eu não tenho a resposta e nem tu tens.
Mas eu sei que a vida corre muito depressa e a única certeza que temos, desde o dia em que nascemos, é da nossa morte.
E eu desejo amar antes de morrer.
 Amar o homem que me buscava.
O homem que não terá  problemas em assumir que me ama e assim poder viver um mês, um ano, dez anos...
Quem sabe?


segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Mas vivo apaixonada....



Mas eu, eu quase que vivo apaixonada.
Busco, procuro porque eu sei, tenho certeza que o homem que eu amo e que por enquanto tem só  o nome AMOR, esse homem pode ser tu, a quem eu agora, nesse momento, nesses dias, venho reunido várias razões pra me apaixonar perdidamente.
Eu te vejo doce, meigo, talvez um pouco triste, um pouco desapontado com a vida, com as relações, um pouco filósofo, uma pessoa que contesta algumas coisas, uma pessoa que tem muitas perguntas e quase nenhuma resposta!
Um homem que tem mãos que vão me prender fortemente e que vão me agarrar pelos cabelos.
Essas mãos vão me segurar os flancos, os meus quadris e vão enterrar na minha carne e ao mesmo tempo vão ser tão doces e tão gentis...
Vão planar sobre o meu corpo como se fossem plumas, vão me deixar os nervos à flor da pele. Ah, amor, como eu sonho contigo, como eu te desejo, quanto eu te quero!
Esse homem existe.
Um amor assim acontece.



sexta-feira, 24 de novembro de 2017

O último







Um homem me deixava solta, livre e descontraída. O dia era bom com a presença dele. Mas ele não queria saber do meu dia sem ele.
Não se importava com coisa alguma alem do meu desejo por ele. Só me queria faminta e risonha e sem passado...
Outro homem me desatinava... Nem seu nome eu sabia ao certo. Me escondia tudo e me dominava toda. Poderia sumir e aparecer a vida toda. Não se importava em me fazer feridas... Até gostava. Só me queria enlouquecida  e  disponível para usar... Sem nome, sem presente...
O terceiro,  vou te dizer: tomou meu coração, revirou minha alma e minha mente, desencavou esqueletos e devolveu o perfume das flores. Me faz rir e me emociona...
Não se preocupa em me desatinar, mas me enlouquece com seus beijos. Me ama até do avesso. Só me quer acomodada e ensandecida. É com ele que eu sonho lembrar o passado, morrer de amor no presente e projetar a vida no futuro...
Lembra Teresinha de Jesus, de uma queda foi ao chão, acudiram 3 cavalheiros....?   

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Engano teu...









Engano teu.
Ainda não fui caçada.
Ele ainda não apareceu para,
acima de mim,
me subjugar.
Se não for maior e mais forte,
mais inteligente,
mais homem do que sou mulher,
não me interessa.
Descarto os acomodados,
os covardes,
aqueles que deixam a vida escoar entre os dedos...
Quero ser caçada, perseguida,
amordaçada, amarrada
e amada
como nenhuma outra o foi!
Se conheceres algum caçador assim,
diz pra ele que eu o espero,
com toda a gana e tesão desse
e de outros mundos.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Estou triste...




Já passou um tempo desde esse desabafo... 
Um de tantos...
Eu tenho pressa. 
Já vi tantas pessoas conhecidas e mais jovens serem cortadas da vida num piscar de olhos....
Estou triste hoje, acordei com sensação ruim ... 
Agora nem sei como enviar tudo o que me sufoca e preciso colocar para fora...
Tu, meu querido, tens a tua vida e o teu trabalho e as minhas preocupações existenciais não devem te entristecer.
Então eu olho a telinha e choro, como uma menina que perdeu a boneca. 
Na verdade eu queria o teu colo. 
E tu não podes me abraçar agora...
Vou entrar no meu ninho sozinha. 
Espero algum socorro de longe...
Como sou infantil! 
Sempre penso que eu gosto logo ele gosta. 
Eu me apaixono logo ele se apaixona. 
Mas na vida real não funciona.
Eu não vejo impedimentos. 
Ele só vê obstáculos. Eu quero já. 
Ele não tem pressa. Eu sinto que morro antes. 
Ele diz que faz o seu destino...                                                           
Será que ele vai me querer de destino dele? 

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Dobras,,, do tempo






Dobras... do tempo

Queria tanto ser um pegasus de vento...
Saltaria as dobras do tempo
para encontrar meu domador
cavaleiro que ainda usa armadura
e esconde suas faces de mim
Se eu fosse um pegasus de vento
o amanhã já seria hoje
e  tu, meu domador,  já terias
nesta  dobra de tempo, te rendido
E de domador a dominado
de cavaleiro a cavalgado
assim tu restarias...
meu

Como sempre, fiz pensando em ti.


sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Divagações...






Ah, homem sem face...
Estás mexendo comigo.
Me acordas pela manhã, entras sob minhas cobertas
e nem pedes permissão.
Te penso o dia todo.
Cada toque do note ou do celular
e eu vou num crescendo de excitação!
Como  o meu coração é ridículo!
Como se arrebata quando se imagina apaixonado e correspondido!
Passar o dia em chegadas e partidas,
adivinhando quando tu  estás chamando,
pois que é o teu tesão que te obriga de mim não desgrudar ...
E ainda recomendas que me comporte!
Ah, é dos deuses!
Humm, tudo de bom ...
Saber que atrapalho o teu trabalho,
que tua cabeça sai em minha procura...
Será que imaginas ver, sentir, tocar...
Quem sabe amar?
Como sou malvada!




segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Dia 01/11...



Dia 01/11:
Eu verdadeiramente adoro escrever
porque sinto tudo isso que escrevo, vivo isso tudo, tudo é parte de mim...
São pedaços meus que largo pelo caminho enquanto vivo
Fim da conversa

Um tempo atemporal
É como sinto esse espaço entre inspirações
E expirações
Entre batimentos
Entre esperar ardentemente e realmente acontecer
Porque vai acontecer mais dia menos dia
Tu virás e eu vou ser a tua mulher
E vamos existir dentro dos batimentos
E gozar entre as respirações
Ficar ardente e fazer acontecer
a VIDA dentro do teu AMOR...

Em 03/12:
Deves saber que atrás dos olhos alegres de uma mulher sempre está guardada uma dor ancestral...                                                                 
É isso que nos faz misteriosas...

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Décima quinta noite







Décima quinta noite

“Como são estranhos os caminhos das emoções! 
Eu sei que não és romântico, mas tu és extremamente sensual 
e isso te qualifica a entender esses mistérios 
mesmo que tu não os permitas na tua vida.
Um dia vamos estar abraçados bem juntos, 
amorosamente satisfeitos e falaremos sobre esses caminhos, 
as estradas que nos unem nos sentidos e nos sentimentos.
Tenho um vulcão dentro de mim, 
fervilham os pensamentos e antecipo as sensações, 
consigo mesmo sentir teu gosto 
e o toque da tua boca no meu corpo...
Pode chegar a explodir 
quando me toques do jeito que tu queres 
e que eu enlouqueço em pensar!
Ah, vem pra mim de uma vez... 
Todos os centímetros quadrados do meu corpo 
querem correr para ti. “


terça-feira, 31 de outubro de 2017

Tu sabes que os textos nascem e transbordam em mim... Preciso deixar que saiam... Apenas gostaria que me fizesses saber que te agradam...

Décima nona noite






Décima nona noite

“Não sei de ti nem o local nem os planos...
Todos os tons de cinza...
Meu coração está em suspenso...
Não sei a cor, muito menos o tom da agonia
em que joguei meu corpo, meus sentidos, minhas emoções...
Me veio a imagem de uma águia, enorme,
com suas asas abertas...
Alguns tons de cinza a decoram e ela decola...
Eu queria ser ela, alçando vôo, indo ao teu encontro.
Te localizando como um radar ao seu alvo
eu te acharia...
E ao pisar o solo em que te encontras eu tomaria a forma antiga,
a que conheces bem, e tu me reconhecerias...
E os tons mudariam para cores da vida,
cores do reencontro e do amor...
Vermelho da paixão que sinto por ti,
verde da esperança de não nos separarmos mais
e branco luminoso do amor que vamos descobrir!
Sopra em mim o teu desejo,
a loucura da tua paixão...
Me transforma em um arco-íris e te pinta de mim....”



sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Vento x espaço







Como venta esta noite!
Fico falando em pensamento contigo sem parar, tentando não sair dessa toca que parece me proteger.
Meu lobo, vem me aquecer e alimentar!



O medo de todo apaixonado é de não ser mais amado, ou nunca ter sido, ou que nunca será...
Não tenhas esse receio.
Eu te amo mais do que a mim.
Infelizmente para mim...
Já não existe espaço em mim para nós dois.
Então eu saio de mim e deixo toda EU para TU ocupares.
Eu te cuido.
Eu te amo.


segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Esta noite...









Essa noite eu te desejo com fúria, com uma raiva sem limites, com uma gana que não posso controlar.
Esta noite eu sei que estás me esperando... 
Quanto mais doce e meigo tu apareces mais eu me rebelo, me enlouqueço, desejo...
Quero coisas loucas, insanas,  proibidas e asquerosas
Quero dar tudo e cada ponto, quero que uses e rasgues,  que chupes e que mordas e, se sangrar,  que me bebas...
Preciso do teu corpo forte me dobrando,  quebrando à tua vontade, sem que eu possa sequer esboçar reação.
Que me segures firme o cabelo e mordas minha nuca até que eu não me debata mais e então me empurres ao fogo do inferno,  me faças arder,  me deixes queimar,  que meu corpo se derreta...
Em seguida me afoga a boca, me refresca a língua e explode em cascata dentro de mim!

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Felicidade...existe?






Coisas acontecem na vida das pessoas e, às vezes, quem vê de longe faz suposições erradas.
Eu passei uma vida tentando não sofrer mais do que o suportável.
Quem olhava de fora imaginava que era uma vida de princesa!
Aquilo que é visto nem sempre é o real.
Eu nunca perdi a esperança de ter um pouco mais de felicidade pessoal na minha vida.
Tive uma boa profissão, gratificante.
Tenho  2 filhos maravilhosos e um casal de netinhos fantásticos.
Já plantei um “Ficus” que já tinha uns 4 metros (não o vejo há 8 anos).
Escrevi um conto publicado num livro importante.
Tenho ambição de publicar 2 livros meus.
Mas nunca tive um amor total e completo.
Nunca senti que um homem me amava na mesma medida que eu a ele.
Agora eu vou encontrar quem me buscava.
Aquele que está aceitando correr os mesmos riscos que eu, aquele que tem a mesma fome de amor que eu tenho.
Quem sabe será a nossa vez de termos um pouco dessa tal “felicidade”?

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Cálice...

Cálice






Passa o findi como se fosse uma penalidade
a ser cumprida por mau comportamento.
E eu me comporto tão comportadamente!
Apenas não posso sequer passar creme no corpo
que me sinto derreter de desejo
que fossem tuas as mãos na minha pele...
Dá pra perceber como desejo
que o amanhã te traga de volta pra mim?
Com licença, Chico, mas preciso desses
pedaços que arrancaste de nós:
“Ó Pai, afasta de mim esse cálice/
De vinho tinto de sangue
Como beber dessa bebida amarga/
Tragar a dor, engolir a labuta
Mesmo calada a boca, resta o peito/
Silêncio na cidade não se escuta...
... Talvez o mundo não seja pequeno/
Nem seja a vida um fato consumado
Quero inventar o meu próprio pecado/
Quero morrer do meu próprio veneno
Quero perder de vez tua cabeça/
Minha cabeça perder teu juízo...”
Sonhas comigo, meu amor?

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Amanhecendo...









Amanhecendo...

E tu me disseste: “sim e eu te deixo meu corpo com bastantes cicatrizes, ele é teu, só teu!”
E assim eu o fiz: eram 7h da manhã e acordei sentindo teu corpo embolado com o meu, tuas mãos se moviam lentamente pelo meu corpo e eu achei que estava sonhando...
E foste me despertando e me enlouquecendo de fome e eu queria mais e mais, tudo o que tuas mãos, tua boca, teu sexo me podiam dar...
E usei as minhas mãos como se tuas fossem, do jeito que me deixaste para que eu usasse...
E foi delicioso aquele êxtase com o dia raiando, e eu me sentindo nos teus braços, amada e desejada...



E porque...

E porque tu me deste um espaço vazio pra plantar eu o usei.
Depositei a semente do meu amor num cantinho do teu coração...
Não esquece de dar um olhar que seja para ajudar a semente 

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Ah, meu amor...
























Vida minha, o vento está furioso aqui e eu escrevi muitos textos nessas 5 horas em que velo o teu sono.
Desejaria tanto estar abraçada contigo...  
Ter feito uma massagem para relaxar o corpo depois da caminhada do dia...
Me chama quando acordares, por favor, para eu saber que estás bem e que me amas...
Ah, desejo...
 Não sei o tamanho da lua, sei o tamanho do meu desejo e ele é tão grande e ele é tão intenso...
Não consigo dormir...  
Como se as minhas mãos não me pertencessem: são tuas!
Elas passeiam pelo meu corpo e não me deixam dormir. 
Elas apertam, prendem , machucam, depois passam macias, doces...                                  
Até que num ataque de gana elas me apertam de novo! 
Não posso assim dormir...