segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Não sei mais...

Paixões passageiras, vendavais em dias de verão. Mas varrem tudo, destroem à sua volta... Foi mais um figurante... Mas que importa seu amor agora?
_________________________________

Não sei mais...

Dois dias inteiros sem te ver ou ouvir. Mas te sentindo como nunca. Estou morrendo de dor, não tendo mais o que chorar, vagando pelo dia e pela madrugada como se fosse um zumbi...
Posso te dizer, com convicção: tu és um baita macho!
Mais que todos os gaúchos que eu conheço somados!
Um homem que não se dobra ao desespero da mulher amada, que resiste aos seus apelos e se mostra mais forte que qualquer tsunami é mesmo impressionante...
Como eu gostaria, meu Deus, que tu tivesses uma migalha dessa força pra largar tudo e vir pra mim!!!
Tua opção de nos fazer sofrer é assustadora e a tua “misericórdia” com a criatura que te usa e abusa é despropositada. Mas tu sabes o que fazes e é possível que tenhas dívidas de gratidão com ela, como eu loucamente acreditava que tivesse com um louco que pensei amar. Vai saber!?...
Tirando a minha ironia, e me perdoa por isso, mas eu não sei onde posso morder, arranhar, chutar, bater e uivar mais do que já fiz.
Apenas sei que minha vida tem duas opções agora: ou eu me faço de louca e finjo que não te conheci, que foi outro estado de loucura que me acometeu e o estrago FOI APENAS EMOCIONAL!!!
Ou eu entro num estado de hibernação e deixo a vida passar por mim... Finjo que me chamaste ainda na cama, pela manhã, cedinho...Finjo que falamos algumas vezes durante a manhã e à tarde... Faço de conta que chego em casa correndo pra tomar banho e lanchar e me colocar a postos pra mais uma noite linda em tua companhia...
Qualquer alternativa é absurda, ridícula, falsa. O que eu sinto não pára de aumentar e junto ao amor, cresce o desespero, a tristeza que me deixa sem brilho, com os olhos magoados... O corpo sem viço...
O que fizeste em mim parece não te importar... E no entanto, como eu me importo com a tua dor nessa solidão imensa !
Quantas das vezes eu choro por ti e até me esqueço de mim! Te imagino bem certinho nessa casa, no desânimo, na tristeza, nas lágrimas que cuidas pra não soltar...
Na falta do sorriso, no gesto de me acariciar o rosto pela telinha, que fica suspenso no ar...
Na dor de teres me bloqueado nos telefones e saberes que te ligo inúmeras vezes por dia! Na angústia de ler as minhas dores no note, as músicas, os golpes que tento te dar, tento te atingir pra me vingar um pouco dessa loucura absurda em que me atiraste e ainda pulaste junto!
Não sei aonde isso vai, não sei se vai acontecer alguma coisa conosco... Hoje achei que estava ficando com a visão borrada nos dois olhos... Me assustei e pensei em como a dor mexe com a saúde da gente.... Só me faltava ficar cega!!!
Então, me peguei num fiapo de esperança: se conseguirmos agüentar essa tortura até a solução dos problemas e tu conseguires ser tão duro e inflexível como tens sido conosco, é provável ...? Eu sou uma otimista, não é?


sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Ontem

Eu sei que isso aconteceu, sei que estavas louco de desejo e saudades, do outro lado do mundo... Sei que se transformou em apenas um sonho... Tua escolha!
_____________________________________

Ontem

Acho que adormeci quando a manhã já era clara...
 Me enlouqueceste verdadeiramente ontem,
a ponto de fazer o que jamais pensei fazer !
E eu fiquei pensando no nível de loucuras
que poderemos atingir quando estivermos juntos!
Como um sonho dentro de outro sonho.
Sem saber se isso aconteceu.
Tu estavas num banheiro de hotel, um banheiro lindo...
Vestias... MEIAS BRANCAS!
Tu saíste da cama, andavas de lá pra cá,
te tocavas, provavas teu gosto, sentavas, levantavas, deitaste no chão...
Parecias um menino levado!
E eu te amei ainda mais, se isso é possível!
Teus olhinhos inchados de sono...
Teu cabelo desordenado...
Teu corpo maravilhoso, pra mim...
Tu tens idéia há quanto tempo eu esperava ouvir tua voz novamente?
Que durante esse tempo todo nós nunca ficamos juntos depois do amor?
E ontem eu te ouvi, pouco, mas ouvi e sei que me ouvias também...
Que emoção imensa!
Eu passei toda a manhã trabalhando e lembrando teu rosto,
tuas mãos que falam comigo com tanta firmeza,
que me dão ordens!
Quando se está desesperado de fome como eu estou,
as gotas do teu gozo me parecem uma cachoeira de água cristalina...
Escorriam pela tua mão e eu louca de vontade de engolir...
Foi maravilhosa a noite de ontem.
Queria uma noite assim a cada noite que existir nas nossas vidas,
mas onde tu me mordesses de verdade,
eu te apertasse pra valer
e os nossos beijos fossem a mistura
da loucura desesperada e a paz encontrada!


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Paraíso

Eu me encantei com a tua normalidade, com a suave tristeza, com a forma doce das tuas palavras fluírem ao falar de amor... Mas, tu te foste tão rápido envolvido nas tuas recordações tenebrosas que eu nem tive dragões contra os quais lutar.
________________________________________

Paraíso

Me deste uma visão fugaz do paraíso! Eu apenas te entrevi, de longe... E fui chegando - parecia câmera lenta - até ser envolvida pelo teu abraço.
E que abraço! Anos de saudade, de falta tua, de ausência do teu calor, da tua firmeza...
Como foi reconfortante, que proteção, que alívio!
Nos fitamos por 2 horas talvez....As palavras iam e vinham e os olhares também. Mas as nossas mãos não se desgrudaram mais, e era um aperto muito forte, quase tatuamos os dedos de um na mão do outro.
Tudo o que foi dito somado ao que não foi e o encantamento não parou mais. Ficamos enfeitiçados talvez... Com uma alegria recém descoberta e uma fome jamais sentida...
Demos um ao outro toda a atenção embora a emoção nos deixasse aéreos e insanos... Olhava pra tua boca falando e teus olhos teimavam em mergulhar dentro de mim...
Quantas sensações fantásticas e a imaginação de outras tantas me faziam levitar na cadeira...
Caminhamos, corremos, passeamos, voamos, amamos, tudo nesse pequeno lapso de tempo onde o mundo não existiu.
E eu nos vi nesse paraíso de amor, de carinho e afeição, de um tesão lindo, de um desejo imenso, de sorriso e sonhos...
Teu beijo foi a maçaneta fechando a porta... Fiquei de um lado e tu do outro...
Teremos que esperar outro buraco nesse tempo, nessa vida, para estarmos de volta onde paramos, talvez até caminharemos um pouco mais a frente ... Buscando com todo o empenho viver essa promessa de felicidade a dois... Traz de volta o teu beijo e abre a porta para o amor...


sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Pedido de compromisso

E eu quis essa ligação, esse amor que poderia ter crescido se tu tivesses querido... O momento passou. Qualquer outro movimento agora seria de outro momento, outro amor, outro compromisso.
________________________________________

Pedido de compromisso

Como é estranho comparar o que eu vejo no “espelho” dos meus próprios olhos, da minha alma, com a criatura misto de louca e obcecada que tu designas...
Eu, que te mostrei meu livro quase todo escrito, contando minha infância, família, acertos e desacertos adolescentes, amores feitos e desfeitos, vidas costuradas e rasgadas depois...
Mostrei a mulher que cresceu, conquistou, criou e ajudou... Que foi tantas vezes absurdamente iludida, que amou e desamou tanto... Te escancarei minhas fragilidades, meu coração fraco e cego, dei as coordenadas que estava seguindo rumo ao amor...
Eu me vejo no meu espelho como uma mulher madura, culta e coerente com o meu tempo e a vida que tive. As marcas dos filhos, das dores, das quebras e dos reparos não me constrangem. Me orgulho delas.
Mais que tudo: repleta de amor para dar! Um amor infinito, mesmo que dure para sempre... Despojada de necessidade de ter território demarcado, de ser mais ou maior ou poder muito! Nada disso me importa. Não quero luxos, casas, carros, viagens, baladas... Quero que me deixes amar, fazer e acontecer por amor, largar tudo e recomeçar, reviver, continuar, plantar de novo e semear outra vez... Mas ao lado do amor!
E tu, o que vês?
Uma mulher ansiosa, pressionando, querendo respostas às questões que tu nem queres pensar nelas... Uma pessoa que não está aceitando o teu tempo, as tuas vontades, os teus laços com o passado? Que cria caso com a ausência, com a demora, com a falta?
Uma criatura que só pensa em beijos, abraços e dedicação, que vive falando do teu jeito de amar, do teu sorriso que acha tão lindo... Que só te elogia e te busca nas noites escuras e vazias... Uma obcecada!
Como é estranho tudo isso! Parece que sou duas pessoas... Acho que é isso que põe em perigo as relações amorosas: as visões que tenho e as que tu tens de mim colocam em risco o futuro.
Seremos como Israel e Palestina? Eu só queria dar o que tenho pra te fazer feliz e com isso, ser eu mesma feliz!
Queres olhar junto comigo no mesmo espelho e ver a mulher que está pronta para ti? 
Já não consigo mais empurrar o que eu sinto pro cantinho atrás da porta!  Estou, como tu sabes, o suficientemente envolvida contigo pra perguntar se me desejas como mulher, como tua companheira nos bons e maus momentos, se queres dormir e acordar comigo... Vamos decidir a nossa história? Queres esse relacionamento comprometido comigo?
Eu quero esse compromisso contigo. Não dá mais pra ficares ruminando isso, meu querido. Olha dentro do teu coração: tu sabes o quanto e como eu posso te amar. Agora vê se tu podes me amar de volta, se queres isso pra tua vida, mesmo com as dificuldades que já conhecemos. Não vou e não quero ficar te cobrando o que efetivamente não me deves: comprometimento de namorado, de amante.